22/05 – O protesto dos caminhoneiros no movimento nacional contra a alta do preço do diesel entrou no segundo dia nesta terça-feira (22), com manifestações pelo país. No Sul de Minas, os motoristas seguem parados em pelos menos quatro rodovias – Fernão Dias, BR-491, BR-265 e MG-050.

No início da manhã, a Polícia Rodoviária Federal divulgou um balanço das paralisações na rodovia Fernão Dias em Minas Gerais. São 23 pontos de protestos, dois deles no Sul de Minas.

Segundo a polícia, não há congestionamento em nenhuma das rodovias federais, porque o tráfego flui nas faixas liberadas.

Na região, há paralisação dos caminhoneiros em, pelo menos, três pontos. Na MG-050, nas proximidades do aeroporto de Passos, na MG-444, em Capetinga, e em São Sebastião do Paraíso, na MG-050, imediações do Posto do Trevo.

Em todos os trechos, apenas veículos de passeio são autorizados pelos manifestantes a seguir.

Segundo a categoria, os protestos são pela redução do valor do óleo diesel, após dias seguidos de aumento. Nesta terça-feira, a previsão é que o preço suba mais 0,97%.

No entanto, a Petrobras anunciou que, a partir de quarta-feira, o valor cairá 1,54%. A justificativa para a alta de preços é o valor internacional do petróleo.

Fonte: G1