12/02 – O líder do Democratas no Senado, Rodrigo Pacheco, anunciou ontem (11), em plenário, que promoverá audiência pública com representantes do setor elétrico para debater o baixo nível de água da Represa de Furnas, no sul de Minas Gerais. Em dezembro, o reservatório estava com 12,23% de sua capacidade.

 

O parlamentar apresentará, nesta quarta-feira (12), à Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), requerimento convocando os diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS); da Agência Nacional das Águas (Ana); do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama); e de Furnas Elétricas para cobrar soluções para a situação do baixo nível da represa.

 

De acordo com Rodrigo Pacheco, Minas Gerais não pode mais esperar por uma solução para a situação do reservatório.

 

Segundo o senador Rodrigo Pacheco, informações “oficiosas” dão conta que o baixo nível da represa se dá em consequência da necessidade de vazão do Lago de Furnas – maior extensão de água do Estado – para abastecer a hidrovia do rio Tietê, em São Paulo.

 

Rodrigo Pacheco lembrou ainda que o baixo nível de água da represa em Minas tem afetado a vida de mais de 500 mil pessoas, em dezenas de municípios mineiros, como Carmo do Rio Claro, Alfenas, Formiga, Capitólio, São José da Barra, entre outros. O senador destacou ainda que as águas dos reservatórios não prejudicam somente a produção de energia elétrica, mas todo o desenvolvimento regional.

Fonte: Folha da Manhã