08/05 – O Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de dengue, chikungunya e zika vírus, atualizado na terça-feira (7), mostrou que, desde o início deste ano até o momento, foram notificados 5.317 casos como suspeita de dengue entre as 23 cidades de abrangência da Superintendência Regional de Saúde de Passos. Desse total, 60,8% dos municípios possuem incidência alta ou muito alta da doença.

 

Dentre as cidades da região, Passos possui o maior número de casos prováveis de dengue, foram 2.490 até agora. Em São Sebastião do Paraíso foram 1.685. Ao se considerar o total de casos pelo total de habitantes, ambas as cidades foram apontadas com índice muito alto de dengue, situação semelhante a Itaú de Minas, com 106 casos, e Cássia, com 142 casos notificados.

 

Das 23 cidades que compõem a região, apenas quatro têm nível de incidência baixo de dengue: Itamogi, com 10 casos; Vargem Bonita e São Roque de Minas, com 2 casos cada; e Jacuí, com nenhum registro da doença.

 

Conforme o boletim epidemiológico atualizado com os casos de dengue no Estado, divulgado na terça-feira (7), os números da dengue na região são: Passos 2.490 casos notificados como suspeita de dengue; São Sebastião do Paraíso 1.685; Cássia 142; São Tomás de Aquino 120; Piumhi 107; Itaú de Minas 106; Capetinga 75; Fortaleza de Minas 74; Monte Santo de Minas 74; São João Batista do Glória 65; Capitólio 44; Alpinópolis 43; São José da Barra 37; Guapé 35; Delfinópolis 32; Ibiraci 31; Pratápolis 20; Claraval 14; Itamogi 10; Doresópolis 7; Bom Jesus da Penha 6; Vargem Bonita 2, São Roque de Minas 2; e Jacuí 0.

 

No caso de Itaú de Minas, os registros de suspeita de dengue quase que dobraram nos últimos 15 dias, passando de 66, até o dia 22 de abril, para 106, conforme o último boletim, divulgado neste dia 7 de maio. Foram 4 notificações em janeiro, 15 em fevereiro, 31 em março, 48 em abril e 8 em maio.

Fonte: Folha da Manhã / SES/MG