foto eptv

22/11 – Uma nota divulgada pela Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (AMEG), da Associação dos Municípios da Baixa Mogiana (AMOG) e da Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO), diz que “os prefeitos da região estão apreensivos. A realidade de hoje evidencia um futuro caótico para todos, com impactos imediatos em todos os serviços prestados à população. Estamos na iminência de um colapso financeiro”.

No dia 6, estiveram reunidos em Passos 27 prefeitos, dois vice-prefeitos, 36 assessores representando as associações, dentre os participantes, para juntos discutirem o assunto.

Entre outras ações, ficou resolvido que, nesta quinta-feira (22), aconteceria um ato dos prefeitos na cidade de Passos como protesto. Nesse dia, as prefeituras estão fechadas e funcionarão apenas os serviços básicos. Os servidores não serão dispensados e permanecerão realizando seus trabalhos internamente.

A dívida do Estado com a Prefeitura de Pratápolis chega a mais de R$ 2.400.00,00. Com Itaú de Minas, a dívida do Estado é de mais de R$ 5.700.00,00.

A Prefeitura de Itaú de Minas também aderiu à paralisação desta quinta-feira (22). Hoje, todos os setores administrativos da Prefeitura estão fechados. Funcionam apenas o Pronto Socorro, as escolas e o serviço de limpeza pública.