12/08 – A Fundação João Pinheiro (FJP), por meio do Índice Mineiro de Responsabilidade Social (IMRS), lançou os dados mais recentes sobre a situação da vegetação nativa do Estado. De acordo com o levantamento, somente quatro dos 22 municípios da região possuem ao menos 40% da floresta nativa ainda preservada em seus territórios.

 

O atlas disponível no portal da FJP revelou que, para a região, São Roque de Minas tem a maior cobertura vegetal por flora nativa, com 55,25% de árvores protegidas. São João Batista do Glória é o segundo município com maior flora nativa regional. Para a localidade, foi constatado 49,25% de extensão verde. Os outros dois são Delfinópolis com 46,72% de cobertura vegetal nativa, e Capitólio, com 41,58%.

 

Em contrapartida, Pratápolis foi a localidade com menor índice de preservação. Na cidade, apenas 9,74% da vegetação inicial foi mantida.

 

Ao considerar as três cidades com maior extensão territorial, São Sebastião do Paraíso teve o resultado de preservação mais alto, mantendo 37,07% da floresta nativa. Piumhi manteve 30,39% de sua vegetação natural. Em Passos, apenas 14,48% da flora nativa foi preservada.

 

Itaú de Minas tem 21,18% de seu território com vegetação nativa; 9,17% de vegetação plantada; 66,62% de vegetação agropecuária; e 2,01% de área urbana arborizada.

Fonte: Folha da Manhã