Pronto socorro Maria Guerra

14/03 – Chegou uma reclamação para o Departamento de Jornalismo da Rádio Boa Nova de uma senhora que foi nesta segunda-feira (11) ao Pronto Socorro de Itaú de Minas e o médico pediu pra fazer um eletrocardiograma. Depois do eletro, o médico suspeitou de infarto e prescreveu alguns exames de sangue. Porém, segundo a paciente, os exames teriam que ser pagos por ela, não eram pelo SUS. Ela achou um absurdo, mas pagou. Foi feita a coleta do sangue dela no Pronto Socorro e os exames foram feitos no laboratório do Hospital Itaú. Segundo a paciente, disseram a ela que, se fosse de manhã, os exames poderiam ser feitos de graça, mas como já era fora de horário, ela teria que pagar. E ela pagou cerca de R$ 140,00 pelos exames.

 

Nossa reportagem entrou em contato com o secretário municipal de Saúde, Diego Torres da Silva, e lhe passou essa reclamação da moradora. Prontamente o secretário nos atendeu e enviou uma resposta.

 

Diego disse que, no Pronto Socorro, tem os atendimentos clínicos de urgência e emergência. Nunca houve um plantão pra coleta de exames laboratoriais, sempre houve a cobertura das 7h às 16h, que é o período de atendimento do laboratório municipal. Porém, a atual Administração fez uma parceria com o laboratório Labhor, do Hospital Itaú, para fazer os exames de plantão, contudo, com o agravamento da crise financeira que o município passa, a Prefeitura não teve como manter esse serviço contratado.