28/11 – O Ministério Público arquivou uma representação encaminhada contra o vereador Donizetti Antônio de Amorim, ex-presidente da Câmara de Itaú de Minas.

 

Zetinho foi acusado, em março deste ano, de ter efetuado gastos não previstos no orçamento do Legislativo durante o período em que presidiu a Câmara.

 

Os gastos seriam na compra de marmitex para “manutenção das atividades referentes a cursos promovidos pela Câmara” e a aquisição de materiais para a realização de feiras artesanais.

 

O promotor Alan Carrijo Ramos, da Comarca de Pratápolis, considerou que não houve ato de improbidade administrativa por parte do vereador e apontou pelo arquivamento.

 

Zetinho também foi alvo de uma CPI na Câmara por conta das mesmas denúncias. Segundo ele, as acusações eram motivadas por politicagem e ciúmes de opositores durante seu período como presidente da Câmara.

 

Nossa reportagem conversou com o vereador Zetinho sobre este assunto.

 

Fonte: Folha da Manhã / Rádio Boa Nova