Foto – AR Produções e filmagens

25/11 – De acordo com os últimos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na quinta-feira (21), o setor de construção civil, desde o início do ano, tem sido o que mais demite trabalhadores na região. Entre janeiro e outubro de 2019, o saldo negativo foi de menos 257 vagas, das quais a maior parte concentrou-se em Passos, São Sebastião do Paraíso, Monte Santo de Minas e Capitólio.

 

Já em relação ao segmento que mais emprega pessoas, dentre as localidades próximas, está a indústria de transformação, que registrou um saldo positivo de 810 empregos. E, em seguida, a categoria de serviços, que engloba as atividades e comércio de produtos, onde o número positivo foi de 661 empregos a mais.

 

Conforme os dados pesquisados, de janeiro a outubro deste ano, Itaú de Minas apresentou um saldo positivo de 114 empregos, nos seguintes segmentos:

 

Extrativa mineral: 0

Indústria de transformação: 31

Serviços industriais de utilidade pública: -1

Construção civil: 18

Comércio: 30

Serviços: 26

Administração pública: 0

Agropecuária, extração vegetal, caça e pesca: 10

Total: 114

Fonte: Folha da Manhã