13/03 – A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais divulgou nesta terça-feira (12) um boletim epidemiológico atualizado com os casos de dengue no Estado. Os números apontam que Passos e São Sebastião do Paraíso concentram quase 75% dos casos da doença no Sul de Minas.

 

O levantamento mais atualizado indica 1.390 casos prováveis de dengue em Passos e 1.318 em Paraíso. Ao todo, no Sul de Minas, são 3.612 casos prováveis em 82 cidades.

 

O boletim epidemiológico ainda não confirma mortes por dengue na região. Os óbitos confirmados foram nas cidades de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Outras 18 mortes estão sendo investigadas.

 

O Estado já registra 44.230 casos prováveis da doença.

 

Itaú de Minas tem, até o momento, 40 casos notificados como suspeita de dengue neste ano de 2019. Foram 4 em janeiro, 26 em fevereiro e 10 em março.

 

Os números na região são: Cássia 80 casos notificados como suspeita de dengue; Capetinga 51; Monte Santo de Minas 33; Itamogi 14; Fortaleza de Minas 17; Ibiraci 12; Delfinópolis 10; Pratápolis 10; São João Batista do Glória 10; Jacuí 3; e Claraval 2.

 

Também foram divulgados os números de casos prováveis de Zika Virus e Febre Chikungunya no Sul de Minas. Quanto à Zika, Passos tem a maioria de casos da região – são 17, de 20 casos prováveis da doença. Os outros registros são em São Sebastião do Paraíso, Pouso Alegre e Três Pontas, cada cidade com um caso. No estado, são 187 casos prováveis.

 

Da Chikungunya, são 26 casos prováveis no Sul de Minas. Mais uma vez, Passos aparece como município com mais registros – são 6.

 

Itaú de Minas vem logo em seguida, com 5 casos. Em Pouso Alegre, são 3. Botelhos, Cabo Verde, Poços de Caldas e São Sebastião do Paraíso têm dois cada. Aguanil, Itamogi, São Pedro da União e Tocos do Moji têm um. Ao todo, o Estado tem 640 casos prováveis. Não houve registros de mortes suspeitas.

Fonte: G1 / Jornal BNN