28/09 – Um levantamento feito em Itaú de Minas apontou que o município tem hoje 1.869 terrenos vazios na zona urbana, entre particulares e áreas públicas.

 

Para tornar esses terrenos baldios, ora improdutivos, em ocupados por plantas medicinais que podem ajudar no tratamento de várias doenças, o presidente da Câmara Municipal itauense, o vereador Donizetti Antônio Amorim, convidou, para duas palestras na Câmara, Ana Clara Koetz Prade, farmacêutica premiada e reconhecida nacionalmente por ser a percussora e a coordenadora do Programa Farmácia Viva, na cidade de São Bento do Sul, Santa Catarina.

 

A ideia básica do Programa Farmácia Viva é ter sempre ao alcance das mãos as plantas medicinais indicadas para o tratamento de sintomas e doenças de menor gravidade, como gripe e dor de cabeça. O objetivo é preservar a cultura do uso tradicional das plantas medicinais, ampliando o acesso a este recurso terapêutico aos usuários do SUS e à população em geral. E de quebra, o município pode solucionar a situação dos terrenos baldios, implementando as chamadas hortas comunitárias.

 

A primeira palestra da farmacêutica Ana Clara foi nesta quinta-feira (17), destinada para médicos e profissionais da área da saúde em Itaú de Minas. A segunda, nesta sexta-feira (28), às 13h30, na Câmara Municipal, para o público em geral. A ideia é incentivar as pessoas a viabilizarem o projeto e colocá-lo em prática.

 

Nossa reportagem conversou com a farmacêutica Ana Clara, que fala mais detalhes sobre o Programa Farmácia Viva.