03/04 – Neste período de caos que o mundo todo está enfrentando por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, gestos de empatia podem ser vistos com mais frequência. Como exemplos de solidariedade para com o próximo, muitas pessoas estão se mobilizando para contribuir com os mais necessitados e ajudando a diminuir os problemas causados pelo isolamento social.

 

Um exemplo é a colaboração realizada pelo ex delivery da Farmácia da Santa Casa de Misericórdia de Passos, Juscelino Martins. Com uma generosa doação em dinheiro, ele demonstrou toda sua gratidão pelas experiências adquiridas na instituição e agradeceu por todos os serviços realizados.

 

Após dez anos de dedicação ao trabalho no hospital, o gloriense se desligou da unidade, nesta semana, em razão de outra oportunidade profissional. Enquanto se despedia do lugar que chama de “escola de amor ao próximo”, Juscelino entregou uma carta, escrita à mão, junto com sua doação. No papel, a mensagem detalhou sua trajetória de afeto pela obra que considera ser maravilhosa e expressou seu principal sentimento, a gratidão.

 

Ainda que todos os dias saísse de São João Batista do Glória para chegar até o seu trabalho, enfatizou que foi recompensado pela convivência com os seus companheiros “Trabalhávamos por escala e sempre com muita alegria e dedicação. As pessoas que conheci são como uma família, compartilhávamos, além de funções, momentos inesquecíveis”, destacou.

Entre as experiências que classificou como memoráveis, ele deu ênfase à sua admiração pelos momentos emocionantes que viveu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. “As pessoas que estão lá, mesmo com as dificuldades, nos passam uma lição de vida com o constante sorriso e persistência”, contou.

 

Além do que foi doado ao deixar o hospital, nos últimos cinco anos o ex colaborador também reservava uma parte do seu salário para ajudar a instituição. “Só tenho a agradecer! Aprendi sobre valores, respeito, caráter e vida. Boa parte do que sou, devo ao hospital. Depois de conhecê-lo, ninguém consegue ficar longe. Estarei sempre disposto a me envolver em campanhas e outras ações que o hospital precisar. Ajudando a Santa Casa, estamos ajudando muita gente”, garantiu.

Fonte: Ascom Santa Casa de Passos