20/05 – Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem de Itaú de Minas que atuam na assistência de casos suspeitos ou confirmados de covid-19 participaram, na última quinta-feira (14), de dois treinamentos ministrados pelo fisioterapeuta intensivista Emerson Souza Melo, profissional que trabalha nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso.

Durante o primeiro curso, a equipe foi instruída a respeito da intubação

de pacientes infectados pelo Novo Coronavírus e, em segundo momento,

os mesmos profissionais foram alertados sobre o manuseio da ventilação

artificial. Ressalta-se que, na atualidade, o território itauense possui dois

ventiladores mecânicos e os municípios da região, em conjunto, contemplam pouco mais de 157 aparelhos.

Em entrevista ao jornal Folha da Manhã, Michele Rios, enfermeira que participou do treinamento lembrou que, apesar da existência do aparelho de respiração no Pronto Socorro da cidade, o mesmo não era instalado no pronto atendimento. Desta forma, devido à nova pandemia, os “minicursos” foram fundamentais para atender à população de forma adequada.

Por sua vez, Emerson Souza Melo lembrou que, além da necessidade da capacitação de profissionais quanto ao uso dos ventiladores, também é fundamental que a população conheça os riscos e adversidades do procedimento, para que fiquem mais conscientes quanto a importância das medidas de afastamento e isolamento social. Segundo ele, muitos não sabem que a intubação não se refere a uma simples máscara de oxigênio, mas sim, a um procedimento muito invasivo. A intubação é feita sob os efeitos de anestesia geral e impõe que o paciente fique duas ou três semanas sem se movimentar, com um tubo que vai até a traqueia, o qual permitirá que o paciente respire ao ritmo da máquina.

Fonte: Folha da Manhã