O deputado estadual Emidinho Madeira está liderando a Frente Parlamentar Contra a Privatização de Furnas”. Em seu pronunciamento oficial no Plenário da Assembléia Legislativa de Minas Gerais o deputado convocou todos os parlamentares mineiros a entrarem numa ampla mobilização em defesa da empresa que foi criada em 1957, pelo então presidente Juscelino Kubitschek.

 

 

Para o deputado os mineiros que moravam no local da construção da barragem passaram por muitos transtornos na época, produtores rurais que tiveram suas terras inundadas, famílias foram separadas. Muitos empresários mineiros investiram no lago na produção de peixes, setor agropecuário e principalmente no setor turístico já que temos um dos maiores reservatórios de água doce do país. 

 

Madeira disse que outro ponto é que não se pode ignorar o papel do Estado no setor energético de um país. Enquanto nos EUA, China e Canadá, a geração e transmissão de energia elétrica são vistas como áreas estratégicas (eventualmente protegidas até por forças militares) por estarem vinculadas à soberania nacional, no Brasil estamos indo na direção contrária. Os maiores países do mundo em território consideram as usinas hidrelétricas como estratégicas, muito além de sua função de gerar energia.

 

Em seu discurso Emidinho  disse “Nós, como legítimos representantes do povo mineiro, não podemos assistir de braços cruzados, e muito menos aceitar uma tragédia que seria a privatização de Furnas. As perdas para Minas gerais serão para o resto da vida. A hora de nos unirmos é agora. Conto com a força e a união de todos vocês.”

 

 

Durante visita do deputado ao Lar São Vicente de Paulo em Itaú de Minas, na sexta feira (16), a reportagem do jornal BNN que estava no local conversou com o parlamentar sobre o assunto.