14/11 – Sistemas de segurança com câmeras de vigilância e monitoramento são comumente utilizados para se prevenir crimes e, em caso deles acontecerem, facilitar a identificação dos autores. Mas, quando essas mesmas câmeras são furtadas, o que fazer?

 

Foi isso o que aconteceu em uma escola da rede municipal de ensino em Itaú de Minas, conforme Boletim de Ocorrência, registrado pela Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (13).

 

A direção da Escola Jorge Oliva procurou a PM dizendo que, no dia 6 deste mês de novembro, constatou que foram furtadas três câmeras de monitoramento que ficavam no pátio daquela escola, não sabendo informar a marca nem os modelos das câmeras.

 

A PM registrou o fato para as devidas providências.